Como harmonizar o vinho rosé com comida?

O vinho rosé está entrando definitivamente no estilo de vida dos brasileiros. Onde antes existia até um certo preconceito, hoje é tendência. Quem já cedeu aos encantos de um bom vinho rosé sabe como ele harmoniza bem com o nosso dia a dia e com nossa gastronomia.

Unindo características dos vinhos brancos – como sua frescura e leveza – com características dos tintos – um pouco de tanino, com muitos aromas – o vinho rosé é feito para se degustar resfriado e pode ser considerado um curinga na mesa, servindo para diversas situações e comidas. 

E é sobre essas combinações com a gastronomia que queremos falar hoje!

Como já vimos na matéria anterior dessa série, o vinho rosé pode ter muitas variações, principalmente de cor e de corpo, o que vai influenciar diretamente nas suas opções de harmonização.

Combinando vinho rosé e comida: aprenda a harmonizar

Rosés bem claros e leves

Para os rosés mais claros e pálidos, principalmente os da Provence (França), alguns da Itália, do Uruguai e dos Estados Unidos, as combinações indicadas são a clássicas, como os frutos do mar, saladas, antepastos, carnes brancas grelhadas.

Vinho Rosé Berne Esprit di Méditerranée IGP 2017 750 mL

Rosés de cor de cereja

Já se o seu vinho rosé for daqueles com uma cor um pouco mais forte, lembrando a cor das cerejas ou morangos (isso a gente vê bastante nos vinhos rosés de Portugal, da Argentina e da Espanha), você poderá explorar preparos que levam molhos rosés, carne de porco embutida e peixes mais gordurosos, como as moquecas.

E se você gosta de arriscar, que tal provar com churrasco? Principalmente com carnes mais magras como fraldinha e maminha, ou com corações de galinha, frango e até o queijo coalho, o rosé vai super bem!

Vinho Rosé Leyda Reserva 2018

Rosés encorpados

O Brasil, a Argentina e o Chile são ótimos produtores de rosés, mas na maioria dos casos, eles saem com bastante cor. São em geral feitos com uvas como a Merlot, a Cabernet Sauvignon e a Malbec (embora encontremos alguns bons rosés de Pinot Noir na Argentina). Nesses casos, os rosés podem se aproximar de alguns tintos leves, pedindo comidas mais encorpadas, assim como um bom churrasco (e aí pode ser com carnes mais gordurosas sem problemas), strogonoff e até massas com molho vermelho.

Vinho Rosé Mancura Etnia Rosé 2017 750 mL

A clássica harmonização do vinho rosé

E há aqueles momentos que o rosé é sempre a pedida perfeita, como para acompanhar uma paella. O prato tipicamente espanhol resulta da mistura de frutos do mar, peixes, arroz e temperos mais fortes, como o açafrão, que dá cor e intensidade de sabores. Neste caso, se você tentasse harmonizar o prato com um tinto muito encorpado, o vinho iria se sobressair aos frutos do mar. Já um vinho branco, não teria a força que o prato pede. Ou seja, paella e rosés nasceram um para o outro.

Vinho Rosé San Marzano Tramari Primitivo Salento IGP 2018 750 mL

Para fechar com chave de ouro: a sobremesa

Por fim, para comprovar sua versatilidade, que tal beber um espumante rosé com sobremesa? Sim, se ela não for tão doce e tiver frutas em sua composição, como um bolo branco com morangos e cerejas, a harmonização final é excelente.

Espumante Victoria Geisse Moscato Rosé Demi Sec

Pronto, você já tem rosé do começo ao fim da sua refeição. Se gostou da ideia, aproveite e conheça nossos rótulos. 

Cor Região Comidas
Rosa claro França, Itália, Uruguai, Estados Unidos frutos do mar, saladas, antepastos, carnes brancas grelhadas
Rosa “cereja” Portugal, Espanha fiambres, peixes mais gordurosos, moquecas. churrasco – carnes magras como fraldinha e maminha, corações de galinha, frango e até o queijo coalho
Rosa escuro Chile, Brasil, Argentina churrasco com carnes gordurosas, strogonoff, massas com molho vermelho

*não é uma regra, são só referências

Vale lembrar que neste mês estamos com a nossa campanha Outubro Rosa em que parte da venda dos vinhos rosé é destinada à Fundação Laço Rosa. Mais um belo motivo para você beber um bom vinho rosé. Leia mais aqui!

Esta matéria fala sobre:

Matérias relacionadas:

Você sabe como é feito o vinho rosé?

Continue lendo

Enoturismo na Provence: um caso de amor por vinhos rosé

Continue lendo

Receita: Tartar de atum-rabilho com tomate, lascas de parmesão e azeite de trufas

Continue lendo