3 receitas típicas portuguesas harmonizadas com vinhos, por Bru Calderon

Publicado em 24/11/2017

Você sempre quis preparar um delicioso bacalhau em casa e não sabia como? Aqui você encontra 3 receitas tradicionais e ainda aprende todos os segredos para um belo cardápio português.

Por Bru Calderon

Localizado no sudoeste da Europa, nos Arquipélagos do Atlântico Norte e com limites com a Espanha e o Oceano Atlântico, Portugal é um país com extensão territorial muito pequena em relação à sua grandiosidade cultural e gastronômica extremamente expressiva ao redor do mundo.

A culinária portuguesa é dona de uma diversidade incrível de ingredientes e elementos característicos que vão de pães, azeites e vinhos a carnes, caldos e peixes. Como herança da colonização aderimos a receitas clássicas portuguesas como Bolinho de Bacalhau, Bacalhau à Portuguesa e Caldo Verde, aqui harmonizadas com incríveis vinhos para criar um típico cardápio português!

1. Bolinho de Bacalhau

O mais tradicional aperitivo português ganhou o cardápio de bares e restaurantes de todo o Brasil. Nunca encontrou uma receita fácil de fazer? Confira aqui a receita elaborada por Bru Calderon para o blog da Grand Cru!

Harmonização: um delicioso Vinho Verde português, o Adega Guimarães, perfeito para acompanhar aperitivos fritos e frutos do mar.

Bolinho de bacalhau.

2. Caldo Verde

Outro prato português que conquistou o paladar dos brasileiros, o caldo verde vai bem tanto nos dias mais frios quanto nos mais quentes, como um jantar leve acompanhado de um bom vinho. Veja como preparar essa delícia aqui!

Harmonização: com aroma incrivelmente frutado, o vinho tinto Meio Queijo é encorpado e harmoniza muito bem com preparações que levam alguma carne, nesse caso a linguiça calabresa do caldo verde.

3. Bacalhau à portuguesa

Venha aprender a fazer o bacalhau à moda portuguesa, uma das mais tradicionais receitas de Páscoa de Portugal e do mundo! Você encontra todos os ingredientes e modo de preparo completo aqui.

Harmonização: Vinho Branco Churchill’s Estate Douro Branco. Possui corpo médio, ótima acidez, aromas cítricos de limão e abacaxi e notas de cascas de laranja e limão, o que dá um frescor e ao mesmo tempo uma mineralidade incríveis ao vinho.

 

Advogada por formação, Bruna Calderon sempre gostou de cozinhar – e hoje se dedica a experimentar novas receitas, recriar pratos tradicionais e experimentar novos restaurantes em seu blog Bru Calderon. Aqui, assina a coluna sobre harmonização de vinhos da Grand Cru com as suas receitas autorais.

Esta matéria fala sobre: Bru Calderon

Matérias relacionadas:

3 receitas maravilhosas de Happy Hour para harmonizar com vinho, por Bru Calderon

Continue lendo

10 receitas portuguesas tradicionais que você precisa conhecer

Continue lendo

5 lugares que servem brunch em SP e no RJ, por Paola Perroti

Continue lendo