Guia prático de como se virar em um restaurante na Itália sem falar italiano - Parte II, por Giovanna Ferraz Borges

Publicado em 01/08/2017

Na primeira parte desse guia, você conferiu o dicionário básico para usar em um restaurante na Itália – desde as dicas de como falar com o garçom até mesmo como pedir um vinho e falar o ponto da carne da forma correta. Uma mão na roda para não passar perrengue, né? Chegou a hora de aprender os principais molhos e pizzas da Itália. Prego!

Por Giovanna Ferraz Borges

Hoje, o destaque é gastronômico (e delicioso), e dedica-se totalmente às famosas massas e pizzas italianas! Nem sempre os cardápios possuem descrição dos ingredientes dos molhos das pastas.

Os nove molhos mais famosos da Itália

Alguns molhos são exatamente iguais à receita que conhecemos aqui, como o molho bolognese (bolonhesa), aglio i olio (alho e óleo) ou pesto (pesto), mas alguns podem ser bem diferentes. Se você não conhece todos os molhos, decore os nove que indico abaixo, pois eles são os carros-chefes da Itália:

  • Alla Norma = molho vegetariano com  berinjela, tomate, manjericão, pimenta calabresa e ricota
  • Alle vongole = vôngole é um molusco usada no molho com alho, vinho branco, salsinha, azeite e tomate ou creme de leite
  • Al Funghi = molho de cogumelos hidratados com bacon frito, manteiga, creme de leite fresco e sal
  • Alla Carbonara = molho com queijo parmesão ou pecorino, toucinho picado, ovos, pimenta e azeite
  • Alla Puttanesca = molho com azeite, alho, pimenta seca, anchovas, alcaparras, tomate, azeitonas pretas e, algumas vezes, atum
  • Alla Matriciana = molho com linguiça, cebolas cortadas finamente e um pouco de molho de tomate e pimenta
  • Al Cacio e Pepe = molho de queijo e pimenta
  • All’Arrabiata = molho de queijo, pimenta calabresa, bacon, alho e salsinha
  • Alfredo = molho de queijo, creme de leite e manteiga

As sete pizzas mais famosas da Itália

Ir para a Itália e não pedir uma pizza é quase um pecado, não é mesmo? Confira uma lista dos sete sabores de pizza mais populares no país. Os nomes e ingredientes podem mudar de região para região, portanto, fique esperto!

  • Diavola: salame picante (mais conhecido como pepperoni), mussarela, manjericão e molho de tomate. A favorita dos que gostam de pimenta!
  • Quattro Stagioni: cogumelos, mussarela, presunto, alcachofra, azeitonas pretas e molho de tomate.
  • Margherita: a clássica Marguerita como conhecemos aqui, no Brasil! Mussarela, manjericão e molho de tomate. Vale experimentar com mussarela de búfala também.
  • Mare e Monti: mussarela, cogumelos, camarões, alho, salsinha e molho de tomate. Polêmica, mas amada pelos apreciadores de frutos do mar.
  • Quattro Formaggi: a famosa quatro queijos, com mussarela, parmesão, provolone e gorgonzola. A receita original é feita sem molho de tomate, mas alguns locais incluem.
  • Bismarck: tomate, mussarela e presunto com um “plus” de um ovo com gema mole por cima. Hummm!
  • Boscaiola: mussarela, cogumelos e linguiça.

 

Apaixonada por viajar, a jornalista Giovanna Ferraz Borges é uma verdadeira colecionadora de carimbos em seu passaporte. Depois de viver em São Paulo, Londres e em Lyon, escolheu Montreal como a sua segunda cidade – mas faz questão de dizer que o mundo é o seu lar. Aqui, na Revista Digital da Grand Cru, assina a coluna Aperte os Cintos, com as melhores dicas de turismo!

Esta matéria fala sobre: Aperte os cintos Massas

Matérias relacionadas:

Guia prático de como se virar em um restaurante na Itália sem falar italiano - Parte I, por Giovanna Ferraz Borges

Continue lendo

5 hotéis com lareira para aproveitar o inverno no Brasil, por Giovanna Ferraz Borges

Continue lendo

O que é, afinal, carne de caça?, por Giovanna Ferraz Borges

Continue lendo

7 motivos para você amar o inverno (com vinho!), por Vinho do Bom

Continue lendo

Guia prático de como se virar em um restaurante na França sem falar francês

Continue lendo

Conheça os cinco B’s da Itália: Barolo, Barbaresco, Barbera, Brunello e Bolgheri

Continue lendo