Conhecendo a Pizzorno Wines, por Renata Serrano

Publicado em 11/05/2017

A Pizzorno é uma das vinícolas mais tradicionais do Uruguai – e uma das que mais recebe turistas também. A apenas 20 quilômetros da capital Montevidéu, é um passeio imperdível para quem está passando pela capital. Aproveite das dicas da Renata Serrano, da Barbarela Turismo, nossa nova colunista de enoturismo!

Por Renata Serrano

Sala de barricas da Pizzorno Wines

A exemplo dos países vizinhos, o Uruguai está investindo forte no segmento de enoturismo. A ideia é concentrar a atuação nas províncias do sul, como Canelones, Montevidéu, São José e Colônia, que são responsáveis por 80% da produção do país. Certamente, o Uruguai vai agradar aos amantes desta “bebida dos deuses” – no caso, Baco para os romanos e Dionísio para os gregos.

São inúmeras as bodegas uruguaias que recebem turistas, mas hoje vou falar de uma das mais tradicionais e visitadas no país, a Pizzorno.

Foi fundada em 1910 por Don Próspero José Pizzorno, descendente de italianos, o inspirador de uma tradição familiar centenária. Seu neto Carlos Pizzorno é quem continua o legado sem deixar a tradição da família, mas hoje fez adaptações aos tempos atuais com tecnologias avançadas de cultivo, elaboração dos vinhos e pela busca de sua excelência na produção. Situada a 20 quilômetros ao norte da cidade de Montevidéu, na região de Canelón Chico, em Canelones, a Pizzorno combina a melhor tecnologia com a tradição para elaborar seus vinhos.

Vinhedos da Pizzorno Wines, localizada em Canelón Chico, no Uruguai

Os vinhos elaborados hoje pela família Pizzorno expressam a terra rica e próspera de seus vinhedos. São produzidos exclusivamente a partir de uvas cultivadas nos vinhedos da família numa zona privilegiada, com clima temperado e noites frias, que conferem cor e aromas mais intensos. Carlos Pizzorno acreditava naquela terra e continuou a trabalhar incansavelmente pela sua paixão pelo vinho.

Ao todo, são 21 hectares de vinhas muito bem cuidadas. As uvas cultivadas são: Tannat, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Petit Verdot, Merlot, Pinot Noir, Malbec, Arinarnoa, Marselan, Sauvignon Blanc, Chardonnay e Muscat Hamburgo. A Tannat é a variedade tradicional do país, por sua perfeita adaptação ao clima e solo uruguaio. Produz um vinho único de cor intensa, taninos estruturados, bom aroma e corpo. É excelente para acompanhar carnes vermelhas que, diga-se de passagem, estão entre as especialidades do Uruguai.

Visitando a Pizzorno Wines

A Pizzorno tem uma visita guiada pelos vinhedos chamada Pizzorno Wine Experience, que é uma experiência única onde em cada taça você descobrirá os segredos de seu terroir e seu inigualável sabor. No tour, você degusta a melhor seleção de vinhos e aperitivos de produção artesanal. Um dos enólogos da Pizzorno acompanha todo o percurso falando sobre a Bodega, sua produção e seus vinhos – muitas vezes, o próprio Carlos ou seu filho, Francisco, que guiam este tour.

Dica de vinho para provar enquanto planeja a viagem

Quer uma dica de vinho excelente da Pizzorno? O Primo 2011. É o vinho ícone da vinícola, feito com uvas de uma safra considerada histórica – tanto é que recebeu nota 93 no Guia Descorchados de 2016. Trata-se de um corte de Tannat (50%), Cabernet Sauvignon (25%), Malbec (20%) e Petit Verdot (5%), que passa por 12 meses em barris de carvalho francês. Foram feitas poucas garrafas deste exemplar.

Sabia que o processo de rotulagem dos vinhos ainda é realizado à mão por uma única pessoa? Muito interessante isso – para se ter uma ideia de como a Pizzorno é artesanal e os seus vinhos são artesanais.

Agora que descobriu mais sobre esta fantástica Bodega, que tal conhecê-la pessoalmente?

A Barbarela Turismo está com um roteiro de 6 dias no Uruguai (clique aqui), partindo de Montevidéu e passando por Punta Del Este, que inclui visita à Pizzorno. Consulte para mais informações e solicite o roteiro detalhado.

Contatos:

Telefone: (19) 3826-3440 / 98154-9440
E-mail: renata@barbarelaturismo.com.br
Site: www.barbarelaturismo.com.br

Renata Serrano é proprietária da agência Barbarela Turismo, localizada em Vinhedo, no interior de São Paulo. A empresária assina a coluna Na Rota dos Vinhos, da Agenda In, e apresenta o programa Fazendo as Malas, no canal VV8. Além de ser coordenadora da Confraria VIP, na qual amigos para aprender mais sobre vinhos e harmonização, é sócia na empresa 50 Tons de Vinho, na qual elabora cursos, eventos e workshops de vinhos.

De 2004 para cá, a Barbarela Turismo foi aos poucos se especializando em enoturismo, que hoje se tornou o principal foco da agência. Quem participa dos roteiros como foco em vinho, totalmente personalizados, acaba aprendendo um pouco mais sobre o ciclo da videira, processo de produção dos vinhos, além de aproveitar excelentes degustações.

Esta matéria fala sobre:

Matérias relacionadas:

Roteiro de viagem e Dicas de Enoturismo: 3 dias em Mendoza

Continue lendo

Espaço Confrade: Conhecendo a Viña Cobos com Ana Elisa e Ronaldo

Continue lendo

Turismo de vinho em Mendoza: um dia na vinícola Pulenta Estate, por Stella Aranha

Continue lendo