Roteiro de viagem e Dicas de Enoturismo: 3 dias em Mendoza

Publicado em 10/02/2017

Mendoza é um excelente destino de viagem para apaixonados por vinho. Confira o roteiro que elaboramos para que você conheça o melhor da capital do vinho argentino no próximo feriado prolongado!

Mendoza, a capital do vinho argentino, está entre os destinos de vinhos mais procurados pelos brasileiros. Não à toa: além de ser um próximo (1h35 de voo de Buenos Aires, onde normalmente acontecem as conexões que chegam do Brasil), são pelo menos 100 vinícolas ao redor do deslumbrante cenário da Cordilheira dos Andes que abrem as suas portas durante todo o ano para receber turistas. Se está pensando em desbravar as terras da Malbec, confira as nossas dicas para se programar com antecedência!

Como todo e qualquer destino de enoturismo, a melhor época para visitar Mendoza é pouco antes ou durante a colheita, no final do verão, quando os parreirais estão repletos de uvas. Apesar de os vinhedos não ficarem tão exuberantes em outras estações do ano, a capital do vinho argentino também é um bom destino em outras estações – o cenário fica ainda mais charmoso durante o outono e a primavera, e é possível aproveitar a estação de esqui durante o inverno.

Em primeiro lugar, será preciso pensar em uma maneira de se locomover em Mendoza, afinal a ideia é dedicar boa parte do tempo aos passeios nos arredores da cidade. Você pode alugar um carro ou contratar um guia particular (recomendamos essa opção para evitar a combinação de bebida alcoólica e direção).

É possível visitar de duas a três vinícolas por dia. Sugerimos que visite no máximo duas por dia para aproveitar melhor cada uma das visitas.

Roteiro: dia 1

  • Passeio pelo Centro Histórico de Mendoza, com direito a vista panorâmica da cidade
  • Almoço no Anna Bistro
  • Visita à Bodega Escorihuela Gascón, primeira vinícola fundada na cidade de Mendoza
  • Jantar no 1884 Restaurante, de Francis Mallman

Assim que já tiver deixado as malas no hotel e tomado um café da manhã reforçado, sugerimos uma caminhada no Centro Histórico de Mendoza. Desfrute o passeio pelas ruas arborizadas e praças monumentais da cidade, além, é claro, de visitar o Parque General San Martín, recomendado pelo Guia Melhores Destinos. De acordo com o guia, “além do zoológico, há o Museu de Ciências Naturais e Antropológicas, o anfiteatro onde acontece a Festa da Vendímia, o Estádio Provincial Malvinas Argentina, a Universidade Nacional de Cuyo e até um clube de golfe”.

Não deixe de subir ao Cerro de La Glória, localizado no centro do parque. Segundo o blog Meus Roteiros de Viagem, o conta “um grande monumento no seu ponto mais alto e possui uma vista panorâmica para toda a região”. O monumento, o mesmo ilustrado nas notas de cinco pesos argentinos, foi construído em homenagem aos 100 anos da travessia da Cordilheira dos Andes em busca da independência da Argentina. Se não quiser se arriscar na trilha a pé, pode chegar ao topo do morro de carro ou de um ônibus panorâmico que sai da Plaza Independencia, outro ponto turístico que merece ser visitado.

Os proprietários franceses do Anna Bistro, onde vai acontecer a pausa para o almoço, deram um toque único ao restaurante que fica localizado nas proximidades da Plaza Independencia. A proposta é servir comidas típicas de bistrô francês com um toque mendocino – tudo isso em um jardim arborizado, cercado de parreiras. Embora muitos não queiram abrir mão de tomar um bom vinho local em Mendoza, a bebida mais famosa da casa é o mojito (drinque que combina rum com hortelã!).

tonel-bodega-escorihuela-gascon-turismo-mendoza

tonel de 63 mil litros talhado em carvalho de Nancy, encomendado por Miguel Escorihuela Gascón em 1910 em comemoração ao centenário da Revolução de Maio

O antigo casarão de pedra que dá sede à Bodega Escorihuela Gascón é o destino ideal para quem quer viajar no tempo – e é o programa que sugerimos para fazerem logo na primeira tarde em Mendoza. Estamos falando da vinícola mais antiga da cidade (e de uma das mais tradicionais também). A visita guiada tem duração de pouco mais de uma hora e passa por todas as etapas de produção dos vinhos – incluindo o tonel de 63 mil litros talhado em carvalho de Nancy, encomendado por Miguel Escorihuela Gascón em 1910 em comemoração ao centenário da Revolução de Maio e as novas instalações para produção de espumantes pelo método tradicional. Ao final, o visitante pode escolher uma taça de vinho de sua preferência para degustar. Não estranhe se encontrar referências de polo – o esporte que se joga a cavalo golpeando uma pequena bola é uma marca registrada da vinícola que, inclusive, conta com espaço destinado à sua prática para que os visitantes praticam polo “montados” em bicicletas.

Área externa do renomado 1884 Restaurante

Área externa do renomado 1884 Restaurante

Nas instalações da vinícola Escorihuela Gascón, está situado o renomado 1884 Restaurante, do chef Francis Mallmann, onde você pode esticar a visita e ficar para o jantar. Apesar de ser fundado em 1996, o nome do restaurante se deve ao ano em que a vinícola foi inaugurada. Entre os 50 melhores restaurantes da América Latina, de acordo com o The World’s 50 Best, é o mais renomado de Mendoza. “O reconhecido mestre da cozinha argentina, Francis Mallman, serve pratos carnívoros preparados na brasa e em forno de argila”, disseram os críticos que avaliaram o restaurante em 2016. A ideia de Mallmann é resgatar as origens da culinária argentina, misturando referências incas e europeias. A publicitária especializada em mercado de luxo Larissa Rebelo, do Lala Rebelo Travel Blog, visitou o restaurante e o recomendou em primeiro lugar na lista de locais para comer e beber em Mendoza. Inclusive Larissa reforçou a importância de fazer reserva, pois o restaurante é muito requisitado e costuma chegar à lotação máxima com frequência. Camila Perossi, Gerente de Marketing e Relações Públicas da Grand Cru, sugeriu o cordeiro, que é “espetacular”, nas palavras dela.

Roteiro: dia 2

  • Visita à Pulenta Estate, primeiro lugar na categoria “Coisas para fazer em Agrelo” no Trip Advisor. Recebeu Certificado de Excelência do site e foi avaliado com nota 4,5 de 5 por 646 usuários
  • Almoço no Wine Hotel & Spa Villa Mansa
  • Visita à Viña Cobos, o passeio certo para quem veio descobrir a Malbec
  • Jantar no Azafrán Restó

Com certificado de Excelência no site de turismo Trip Advisor e primeiro lugar na categoria “Coisas para faze em Agrelo”, a Pulenta Estate é recordista de elogios por seus visitantes (até o dia 3 de fevereiro de 2017, 646 usuários avaliaram a visita, que recebeu uma nota média de 4,5 de 5 pontos). A construção é pequena, tem arquitetura minimalista e a vinícola é comumente referenciada pela limpeza. O tour guiado inclui, além de visita pela bodega, passeio pelos vinhedos que cercam a propriedade e termina na sala de degustações. Um adendo: os irmãos Pulenta, proprietários da vinícola, colecionam Porsches, portanto se é fã de vinhos e carros, a visita é certamente indispensável. De acordo com Camila Perossi, “o programa de turismo da Pulenta Estate é um dos mais completos de Mendoza”.

Com Certificado de Excelência pelo Trip Advisor, a Pulenta Estate é o primeiro lugar no ranking de passeios para fazer em Agrela

Com Certificado de Excelência pelo Trip Advisor, a Pulenta Estate é o primeiro lugar no ranking de passeios para fazer em Agrelo

Nas redondezas da Pulenta Estate, está localizado o Wine Hotel & Spa Boutique Villa Mansa, onde recomendamos que faça uma pausa para o almoço – o que não significa necessariamente deixar a taça vazia. O restaurante do hotel serve pratos tradicionais da culinária argentina e possui carta de vinhos bem servida com rótulos da região, além de um delicioso terraço onde é possível desfrutar uma tarde ensolarada na região. Em seguida, será a vez de visitar um dos destinos mais procurados por turistas de todo o mundo, a Viña Cobos.

A vinícola possui arquitetura contemporânea de tirar o fôlego e vista privilegiada do vulcão Tupungato, um dos picos mais altos da Cordilheira dos Andes. O edifício, nas palavras dos fundadores da vinícola, é a “manifestação de um pensamento prático e racional, onde se priorizam as formas simples, proporções lineares e espaços claros e bem ventilados”. Dentro do prédio, é possível encontrar uma pequena bodega de estilo antigo e tradicional. Ao final do tour, os visitantes podem escolher uma das cinco degustações temáticas, cuidadosamente guiadas por um dos seus enólogos (nossa sugestão é participar da Colección de Terroir, na qual se degustam Malbecs dos quatro “crus” de Mendoza produzidos por Paul Hobbs, um dos maiores enólogos do mundo).

No Azafrán Resto, é possível almoçar ou jantar dentro da adega (e é uma das mesas mais disputadas da casa)

No Azafrán Resto, é possível almoçar ou jantar dentro da adega (e é uma das mesas mais disputadas da casa)

De volta à cidade de Mendoza, terá chegado a hora de conhecer o Azafrán Restó. Além de se deliciar com novas interpretações de pratos tradicionais da culinária mendocina pelo renomado chef Pablo Ranea, o restaurante é um reduto para aficionados por vinhos – não há carta, a escolha do rótulo se faz diante das prateleiras de uma cave. Experimentos de enólogos, rótulos raros e diferentes – mas todos argentinos.

Roteiro: dia 3

  • Visita à Bodega Dante Robino é uma ótima oportunidade para descobrir outra faceta dos vinhos argentinos, os espumantes
  • Visita à Mackeprang Cerveza Artesanal seguida por almoço no restaurante da cervejaria
  • Caminhada na Avenida Arístides Villanueva para escolher um bar para passar a noite

Fundada em 1920, a Bodega Dante Robino está situada em Perdriel, no departamento de Luján de Cuyo, e será a última vinícola visitada desses três dias. Aos pés das Cordilheira dos Andes, integra a rota “Os caminhos do vinho” e recebe milhares de turistas todo ano. Aqui, dificilmente se vê a Mendoza tradicional – apesar de ter sido fundada há quase 100 anos, a vinícola tem arquitetura moderna e funcional (com o que há de mais atual em termos de estrutura enológica dentro da adega!). O preço das degustações varia de 90 a 345 pesos argentinos, de acordo com os vinhos escolhidos. Não perca a oportunidade de provar seus espumantes (trata-se da vinícola de maior renome em toda a Argentina na produção de vinhos com borbulha!).

bodega-dante-robino-barrica-carvalho

A visita à sala de barricas, onde estagiam os vinhos antes de serem engarrafados, é uma das passagens do tour na Bodega Dante Robino

Chegando perto da hora do almoço, será a vez de ir a um passeio um pouco inusitado para Mendoza: uma cervejaria. Na Mackeprang Cerveza Artesanal, além de conhecer o processo de fabricação dos mais diferentes estilos cerveja, será possível comer petiscos como empanadas e embutidos ou almoçar.

Mendoza também é um destino de turismo de aventura e foi pensando nisso que deixamos a última tarde destinada aos passeios ao ar livre. De rafting a motocross, passeios de bicicleta e a cavalo, trilhas… São várias as possibilidades – e no inverno ainda é possível esquiar na estação Las Leñas.

Depois deste intenso dia de atividades ao ar livre, nada melhor do que relaxar na rua que concentra todos os bares e pubs da cidade, a Avenida Arístides Villanueva. O movimento nas largas calçadas da “Arístides”, como é popularmente conhecida a avenida, começa no fim de tarde. Apesar do clima boêmio, são diversas opções de bares – desde os charmosos e rústicos até os mais sofisticados. Além de turistas, será possível ver uma quantidade enorme de mendocinos. O passeio é bem comum entre os locais – não há melhor maneira de se despedir da cidade.

Serviço

Bodega Escorihuela Gascón
Visitas guiadas de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h (com reserva prévia)
Finca Agrelo, Calle Cobos s/n, Agrelo, Luján de Cuyo. Mendoza, Argentina
+ 54 (261) 424-2282 int 506
turismo@escorihuela.com.ar
escorihuelagascon.com.ar

Viña Cobos
Visitas guiadas de segunda a sexta-feira às 9h30, 11h, 12h30 e 15h e sábados às 9h30, 11h e 12h30 (com reserva prévia)
Costa Flores s/n y Ruta 7, Perdriel, 5509, Luján de Cuyo. Mendoza, Argentina
+ 54 (261) 675-6689
hospitality@vinacobos.com
vinacobos.com

Bodega Dante Robino
Visitas guiadas de segunda-feira a sábado às 10h, 12h, 14h e 16h (com reserva prévia)
Quintana 375 (M5509), Perdriel, Luján de Cuyo. Mendoza, Argentina
+ 54 (261) 488-7229 int 2050
turismo@bodegadanterobino.com
bodegadanterobino.com

Pulenta Estate
Visitas guiadas de segunda a sexta-feira das 9h às 17h e sábado e feriados das 9h às 13h (com reserva prévia)
Estrada Provincial 86. Km 6,5, Alto Agrelo, Luján de Cuyo. Mendoza, Argentina
+54 9 261 5076426
reservas@pulentaestate.com
pulentaestate.com

Parque General San Martín
Avenida Los Plátanos s/n, Mendoza
+54 (261) 420-5052
parques.mendoza.gov.ar

Cerro de La Glória
O monumento pode ser visitado todos os dias, das 9h às 17h
Avenida Los Platanos s/n. Mendoza, Argentina

Las Lenãs
Ruta 222 s/n, Valle de Las Leñas, Malargüe, Mendoza, Argentina
+54 (11) 4819-6000
laslenas.com

1884 Restaurante
Aberto todos os dias a partir das 20h30. Reservas por telefone ou pelo site
Belgrano 1188. Mendoza, Argentina
+54 (261) 424-3336
1884restaurante.com.ar

Anna Bistro
Aberto todos os dias a partir das 12h
Avenida Juan B. Justo, 161, Mendoza, Argentina
+54 (261) 425-1818
annabistro.com

Azafrán Restó
Aberto todos os dias, das 12h às 16h e das 20h à 0h
Avenida Sarmiento, 765, Mendoza
+54 (261) 429-4200 / 429-9009
azafranresto.com

Mackeprang Cerveza Artesanal
Callejon Walker 368, Perdriel, Mendoza, Argentina
+54 (261) 574-8401

Wine Hotel & Spa Villa Mansa
Roque Saenz Peña 4900, Luján de Cuyo, Mendoza, Argentina
+54 (261) 498-3258
+54 (261) 369-4034
villamansa.com


Por Gustavo Jazra

Esta matéria fala sobre:

Matérias relacionadas:

Turismo de vinho em Mendoza: um dia na vinícola Pulenta Estate, por Stella Aranha

Continue lendo

O enólogo Paul Hobbs e a Viña Cobos

Continue lendo

A vinícola Zorzal e os irmãos Michelini

Continue lendo

Saiba o que é o conceito de terroir com Diego Pulenta

Continue lendo

Os principais países produtores de vinho do Novo Mundo: Argentina, Chile e Uruguai

Continue lendo