Receita: Escondidinho de caranguejo chileno com tomate e parmesão, acompanhado de salada mista e salada de pêra

Publicado em 11/09/2017

Um prato diferente, mas que vai agradar os apaixonados por frutos do mar: escondidinho de caranguejo com salada verde! Essa receita chilena, assinada pela vinícola Errazuriz, é preparada com o caranguejo azul, típico do país, mas que pode ser substituído pela carne de caranguejo da sua cidade.

Nível de dificuldade: Médio| Rendimento: 4 pessoas  | Tempo de preparo: 1 hora

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de óleo
  • 1/2 colher de chá de páprica ou páprica moída
  • 1 dente de alho finamente picado
  • 1 xícara de cebola picada
  • orégano, sal e pimenta
  • 1 copo de caldo de peixe ou de marisco
  • 500 g de caranguejo chileno ralado
  • 4 colheres de sopa de queijo parmesão ralado
  • 2 tomates
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 1 pera
  • 3/4 xícara de creme
  • 2 xícaras de vegetais misturados (folhas de mostarda ou beterraba, agrião, rúcula, etc)
  • 8 fatias de pão branco, com a casca cortada e previamente molhado com leite

Modo de preparo

Aqueça o óleo com a páprica em uma frigideira grande em fogo médio e refogue as cebolas picadas e o alho até ficarem macios, mas não deixe douraro. Mexendo a panela, adicione o orégano e o caldo de peixe em fogo médio, mexendo constantemente.

Limpe a carne de caranguejo para remover a dureza e adicione-a à mistura. Mexa, adicione o pão embebido em leite, o queijo parmesão e a manteiga. Tempere com sal e pimenta.

Continue mexendo até o molho engrossar e ferver. Finalmente, adicione o creme, os tomates cortados em cubos e sem sementes e cozinhe até ferver novamente.

Despeje a mistura em uma ramequim de barro ou em uma cassorola, polvilhe com queijo parmesão e gratine por cerca de 20 minutosno forno.

Em uma tigela, misture as folhas verdes com fatias finas de pera, tempere com azeite e vinagre balsâmico. Sirva junto com o escondidinho.

Harmonização: o vinho branco Max Reserva Chardonnay possui um sabor distinto de frutas tropicais e notas cítricas, que complementam muito bem a cremosidade desta preparação. Ao mesmo tempo, ele melhora o sabor natural do caranguejo azul e sua acidez elegante é aumentada pelo sabor dos tomates frescos.

Esta matéria fala sobre: Peixe e frutos do mar

Matérias relacionadas:

Receita: Ceviche por Henrique Fogaça

Continue lendo

"Vinho branco com peixes e frutos do mar: essa regra vale sempre?", por Daniel Perches

Continue lendo

Receita: Temaki de salmão com cream cheese da chef Carla Pernambuco

Continue lendo