Receita: Tiramissú tradicional italiano

Publicado em 14/07/2017

O tiramissú é o doce italiano mais famoso no Brasil. Feito com café espresso e queijo mascarpone, representa perfeitamente a gastronomia da região da Toscana. Aprenda a fazer esse pavê com a receita do Chef Flávio Pedro, do Meu Bistrô.

Ingredientes

  • 8 gemas de ovo
  • 6 claras de ovo
  • 120 g de açúcar de confeiteiro
  • 500 g de queijo mascarpone
  • 1 pacote tipo champagne ou savoiardi (geralmente tem 400 gramas)
  • café forte e sem açúcar
  • vinho Marsala ou Cognac
  • cacau em pó
  • raspas de chocolate meio amargo.

Modo de preparo

Em uma tigela misture o café e o vinho ou o Cognac. O gosto de café precisa se sobressair ao do alcoólico, que servirá apenas para aromatizar levemente. Molhe rapidamente cada biscoito na mistura com o lado açucarado para baixo. Isso precisa ser feito rapidamente que os biscoitos não virem um mingau. Arrume-os em uma assadeira forrada com papel manteiga e leve para a geladeira. Os biscoitos vão secar gradativamente na geladeira, mantendo-se bem macios e úmidos.

Separe as gemas e adicione metade do açúcar. Bata até obter um creme uniforme e, então, adicione o queijo mascarpone, misturando bem. Em outra tigela bata as claras em neve e adicione o restante do açúcar aos poucos, batendo até montar. Quando as claras estiverem montadas vá adicionando aos poucos o creme feito com o mascarpone e misture de baixo para cima, bem suavemente. Leve para a geladeira por algum tempo para que crie textura.

Montagem

Existem diversas formas de montagem, em taças ou em refratários. A forma que eu mais gosto é a que eu vou ensinar aqui!

Em um prato, faça uma finíssima camada de creme. Ela servirá apenas para manter os biscoitos juntos e o ideal é que não apareça na montagem final. Em seguida, faça uma fileira com três biscoitos um ao lado do outro, lembre-se que agora o lado açucarado é voltado para cima. Usando um saco de confeiteiro com um bico simples e grosso, adicione o creme em ziguezague na direção contrária aos biscoitos. Uma nova camada de biscoitos na horizontal, colocados bem gentilmente para não amassar o creme, agora uma última camada de creme, de novo na vertical.

Adicione o cacau em pó em uma peneira e dê umas batidas por cima, para finalizar coloque algumas raspas de chocolate e, se quiser dar um ar profissional, use uma colher pluma para fazer alguns desenhos no prato.

Harmonização: para acompanhar o tiramissú, um vinho de sobremesa, como o Laborum Torrontés Late Harvest. Ele apresenta notas de mel de laranjeira, doce de manga, laranja kinkan. Com ótima acidez e um final longo e adocicado!

Esta matéria fala sobre: Meu Bistrô Sobremesa

Matérias relacionadas:

Vinhos de Sobremesa: a porta de entrada para o Mundo dos Vinhos

Continue lendo

Conheça os cinco B’s da Itália: Barolo, Barbaresco, Barbera, Brunello e Bolgheri

Continue lendo

7 dicas para não cometer gafes com o sommelier do restaurante, por Massimo Leoncini

Continue lendo