Receita: Costeletas de cordeiro da Patagônia com hortelã e alecrim, acompanhadas de polenta assada com ricota e tomates de cereja

Publicado em 04/01/2018

Uma receita sofisticada e fácil de fazer, assinada pela vinícola chilena Errazuriz Wines.

Ingredientes

  • 12 costeletas de cordeiro
  • 1 copo de hortelã ou menta
  • 1 ramo de alecrim fresco
  • 200 g de polenta
  • 200 g de ricota
  • 150 g de tomates cereja
  • 2 copos de caldo de frango
  • 1 colher de chá de vinagre de maça
  • 100 g de parmesão
  • 1 limão
  • sal e pimenta à gosto

Modo de preparo

Macere o hortelã, o alecrim, o suco de limão, o vinagre de maçã, o sal e a pimenta até formar uma pasta. Com esta mistura, tempere as costeletas de cordeiro e reserve.

Coloque o caldo de galinha para ferver e adicione a polenta lentamente, mexendo devagar. Tempere com noz moscada, sal e pimenta. Quando a polenta ferver, tire do fogo e misture com a ricota. Despeje a mistura em um refratário

Despeje a mistura em uma lata de fermento e cubra com tomates cereja em metades, uma pitada de azeite, alecrim e queijo parmesão. Asse no forno até o gratinado, adicionando os tomates cereja cortados ao meio, um fio de azeite, alecrim e queijo parmesão. Leve ao forno até gratinar.

Em uma panela quente, coloque as costelas e doure de ambos os lados.

Sirva a polenta cortada em quadrados e, sobre ela, as costeletas de cordeiro com o osso voltado para cima.

Harmonização: um vinho da uva Syrah é perfeito para acompanhar carnes de caça como o cordeiro.

Esta matéria fala sobre: Carne de caça

Matérias relacionadas:

Patagônia: uma região que produz vinhos de alta qualidade no extremo sul do continente

Continue lendo

Receita: Carré de cordeiro ao molho Malbec, por Chef Renato Bottino

Continue lendo

A Syrah pelo mundo: Vale do Rhône, Austrália, África do Sul, Argentina e Chile

Continue lendo