Especial Dia da Grenache: conheça uma das uvas mais cultivadas do mundo

Publicado em 13/09/2016

Grenache, ou Garnacha, como é chamada na Espanha, é uma das uvas mais cultivadas no mundo! Essa informação pode ser surpreendente já que, de nome, não é uma uva muito conhecida. Entenda!

O motivo por trás disso é que embora seja muito popular na vinicultura, ela costuma ser mais utilizada na produção de vinhos de cortes. E, como é costume nos vinhos das principais regiões onde ela cultiva, a Espanha e a França, não colocar o nome das uvas do corte o rótulo, a Grenache acaba passando despercebida.

A cepa ocupa a sétima posição no ranking das 10 uvas mais cultivadas do mundo, passando na frente de importantes castas, como a Sauvignon Blanc, a Trebbiano Toscano e a Pinot Noir. E faz parte da composição de importantes vinhos da regiões de Rioja, Rhône, Sardinia, Languedoc-Roussillon, Aragon, Priorat e Maresme. Como exemplos podemos citar sua presença nos cortes dos Châteauneuf-du-Pape e Priorat, nos rosés de Provence, e acompanhando a Tempranillo no Rioja. A também faz parte de um corte que, de tão famoso, e chamado apenas pela siga GSM, ou Grenache, Syrah e Mourvèdre.

Embora a França e a Espanha sejam responsáveis pela maior parte da plantação da cepa, outros países também conseguiram cultivá-la, como a Itália, os Estados Unidos, a Austrália, o México, o Marrocos, e até mesmo no Brasil.

Devido à sua importância para a produção de alguns dos vinhos mais mais importante do mundo, dedicaremos a matéria de hoje para contar a história da uva Grenache. Boa leitura!

A história da Grenache

Aragon, no norte da Espanha, é o berço da Grenache de onde a cepa se espalhou, chegando até a Catalunia e nas primeiras regiões francesas, como a Rousillon, e italianas, como Sardenha. A partir dessas regiões a uva chegou até Languedoc e o Rhône, terroirs onde a uva se estabeleceu no século XIX. Foi no século XX que a uva consolidou sua presença em Rioja, onde foi replantada após a epidemia de Phylloxera.

Grenache Day

Toda terceira sexta-feira de setembro é comemorado o Grenache Day! O dia especial da cepa existe desde 2010 e foi instituído durante o evento evento Grenache Symposium. O objetivo em marcar essa data é tornar a Grenache, que é uma das uvas mais cultivadas do planeta, mais reconhecida pelas pessoas mundo afora.

As principais características da Grenache

Uma das principais características da cepa é que ela tem colheita tardia. Por isso, ela precisa de calor e de um clima árido para chegar à maturidade, e é muito resistente a ventos fortes devido à boa quantidade de madeira de suas videiras, sendo ideal para os terroirs espanhóis.

Por ser colhida tardiamente, é uma uva como elevada doçura e isso explica o seu potencial para gerar vinhos com bom grau alcoólico. Sua uva é pequena e possui a casca fina e pouco pigmentada, com poucos taninos.

A casta ganhou muitos nomes à medida que se espalhou pelo mundo. Algumas de suas principais variações são as seguintes:

Garnacha ou Garnacha Tinta – Espanha

Garnatxa – Catalunha

Roussillon – França

Rooi Grenache – África do Sul

Cannonau – Córsega e Sardenha, na Itália

A Grenache já foi utilizada em cruzamentos e deu origem à duas castas bastante famosas, a Alicante Bouschet, resultado do cruzamento entre a Petit Bouschet e a Grenache, e a portuguesa Caladoc, resultado do cruzamento entre a Grenache e a Malbec.

Como são os vinhos produzidos com Grenache?

Os vinhos feitos a partir da cepa costumam trazer aromas típicos, como os de amora, mirtilo, morango, groselha, cereja e ameixa, além de especiarias e pimentas.

Os vinhos produzidos com Grenache são aromáticos, com poucos taninos e baixa acidez, e podem ser tintos, brancos, rosés e vinhos de sobremesa.

Harmonizando a Grenache

A textura e o bom corpo dos vinhos feitos de Grenache os tornam versáteis para harmonizar com diversos pratos. Em especial os picantes e com bastante condimentos, que combinam com os aromas da bebida. Uma ótima sugestão é a tradicional Paella!

O chocolate amargo pode ser também uma opção interessante, uma vez que que harmoniza com um das possíveis notas de sabor da Grenache.

Que tal experimentar um vinho típico da uva Grenache? O vinho tinto Menguante 2015 é uma ótima opção, orgânico e com aromas florais.

Esta matéria fala sobre:

Matérias relacionadas:

Além da Tempranillo: as outras uvas tintas da Espanha

Continue lendo

As regiões pouco conhecidas da Espanha

Continue lendo

6 receitas típicas para organizar um jantar espanhol

Continue lendo