11 pontos turísticos para conhecer em Santiago, no Chile

Publicado em 13/06/2017

Viajar para o Chile é uma delícia. A capital, Santiago, tem diversos lugares bacanas pra conhecer, além das vinícolas existentes pela região. Hoje vou destacar 11 pontos turísticos que considero imperdíveis na capital chilena. Boa viagem!

1. O mirante do Sky Costanera

O edifício Sky Costanera é a torre mais alta da América do Sul. Do alto dos seus 61 andares, você acessa o mirante do edifício que permite uma vista de 360º da cidade de Santiago. Num dia claro, é possível ver a Cordilheira dos Andes e diversos pontos turísticos da cidade, é sensacional! Ver o entardecer do alto da torre é um momento mágico.

Serviço:
Costanera Center
Avenida Andrés Bello 2425, Providencia, Región Metropolitana, Chile
www.skycostanera.cl

Valores de entrada:
Crianças (4-12 anos): $7.000
Adulto (13-64 anos): $10.000
Idoso (65+): $7.000

Quarta-feira:
Crianças (4-12 anos): $5.000
Adulto (13-64 anos): $7.500
Idoso (65+): $5.000

O edifício Sky Costanera, no centro de Santiago.

2. A casa La Chascona

A casa La Chascona, uma das três casas do poeta Pablo Neruda, fica no bairro Bellavista. É um lugar cheio de história. No interior da casa ainda se conservam diversos objetos que fizeram parte da vida do ícone chileno. A arquitetura do lugar é muito interessante, rica em detalhes e cheia de curiosidades sobre a vida desse gênio literário. As outras duas ficam em Valparaíso (La Sebastiana) e Isla Negra.

Serviço:
Fernando Márquez de la Plata 0192, Barrio Bellavista, Providencia, Santiago.
Telefones: +56-2-2777 87 41 / +56-2-2737 87 12
E-mail: info@fundacionneruda.org
Entrada: $7.000 (sete mil pessos) por pessoa.
Site: fundacionneruda.org

Horários de funcionamento:
Março a dezembro: terça a domingo das 10:00 às 18:00 hs.
Janeiro e fevereiro: de terça a domingo das 10:00 às 19:00 hs.
Segunda-feira fechado.

Créditos: Fundacion Neruda Org.

3. Plaza de Las Armas

A Plaza de  Las Armas, o coração da cidade. Ao redor da praça ficam alguns dos principais edifícios históricos de Santiago, como o edifício dos Correios e a belíssima Catedral Metropolitana. Visite o interior da catedral que é um passeio belíssimo.

Plaza de Las Armas.

4. Palácio de La Moneda

O Palácio de La Moneda é muito bonito e recebe muitos turistas. A troca da Guarda do Palácio é um dos eventos cívicos mais particulares e importantes e se realiza a cada dois dias, a partir das 10h. Informe-se antes sobre datas e horários para não perder a cerimônia de troca da guarda.

O Palacio de La Moneda.

 

A famosa troca de guarda do Palácio. Crédito: Renata Serrano.

5. Cerro Santa Lucia

O Cerro Santa Lucia está localizado a poucas quadras do centro da cidade. É um parque urbano em cima de uma das colinas da cidade, com um mirante que proporciona um visual panorâmico da capital tendo a Cordilheira dos Andes ao fundo, um verdadeiro refúgio.

Cerro Santa Lucia.

6. Cerro San Cristóbal

O Cerro San Cristóbal possui 800 metros de altura. A melhor forma de chegar ao topo do morro é pelo funicular (uma espécie de bondinho que sobe por trilhos até o topo), mas você também pode subir de carro ou de bike. De lá dá para ver Santiago rodeada pela Cordilheira. O final da tarde é, sem dúvida, o melhor momento para subir o San Cristóbal, além do pôr do sol, as luzes que tomam conta da toda cidade ao anoitecer é um show à parte. No alto do morro está a imagem da Virgen de La Inmaculada Concepción.

Cerro San Cristóbal.

7. Parque Bicentenário

O Parque Bicentenário conta com uma grande área verde, pista de caminhadas, lagoas e uma série de obras de arte nos pelos seus caminhos. Grande parte das árvores do Parque são de espécies nativas chilenas, e a Palma Chilena é uma das grandes atrações. Não deixe de conhecê-la! Dentro das lagoas, peixes, patos e flamingos. Para almoçar, uma boa opção é fazer um piquenique, ou visitar o famoso restaurante Mestizo.

Parque Bicentenário.

Crédito: Renata Serrano.

8. Mercado Central

O Mercado Central é um passeio tradicional. Ele é uma espécie de galpão, que vende frutos do mar, peixes e mariscos. Não é um ponto turístico tão atrativo, mas dar uma voltinha rápida por lá é bacana. Tem gente vendendo frutas, artesanato e há vários restaurantes que servem pratos típicos da gastronomia chilena, como o ceviche.

Mercado Central de Santiago.

9. Centro Artesanal Los Dominicos ou Pueblito de Los Dominicos

O Pueblito de Los Dominicos é um antigo vilarejo onde hoje funciona uma feira de artesanato. São mais de 100 lojinhas com todo tipo de peças chilenas feitas em couro, lã, madeira, pedras semipreciosas, como a lápis-lazúli, e muitos outros produtos. Para uma pequena pausa, sente em um dos muitos cafés que tem por lá e caia de cara em uma empanada que, aliás, são deliciosas. O local é ideal para passar a tarde com a família! As crianças gostam bastante de passear pelo viveiro com diversos tipos de aves e no playground do local.

Centro Artesanal Los Dominicos, conhecido como Pueblito Los Dominicos. Crédito: Renata Serrano.

 

Crédito: Corporación Cultural Las Condes

10. Bairro Bellavista

O boêmio bairro de Bellavista é imperdível. Tanto de dia quanto à noite Não faltam restaurantes, bares e burburinho é por lá mesmo. O bairro se encontra aos pés do Cerro San Cristobal e se estende por vários quarteirões.

Paredes coloridas do Bairro Bellavista, em Santiago.

11. Parque Araucano

Parque Araucano é um lugar super bonito e agradável para passear. São muitas as atividades que o Parque oferece, como a pista de bicicleta, os jardins de rosas, o aviário, as quadras de tênis e basquete, a área para skate e um playground para crianças. É cercado por um centro comercial, vários restaurantes e, hoje em dia, é considerado um dos melhores parques da cidade.

parque-araucano-santiago-chile

Parque Araucano.

A Barbarela Turismo trabalha com roteiros personalizados de Enoturismo.

Consulte-nos para maiores informações.

Contatos:

Fone: (19) 3826-3440 / 98154-9440
E-mail: renata@barbarelaturismo.com.br
Site: www.barbarelaturismo.com.br

Renata Serrano é proprietária da agência Barbarela Turismo, localizada em Vinhedo, no interior de São Paulo. A empresária assina a coluna Na Rota dos Vinhos, da Agenda In, e apresenta o programa Fazendo as Malas, no canal VV8 TV. Além de ser coordenadora da Confraria VIP, na qual reúne amigos para aprender mais sobre vinhos e harmonização. É sócia na empresa 50 Tons de Vinho que elabora cursos, eventos e workshops de vinhos.

De 2004 para cá, a Barbarela Turismo foi aos poucos se especializando em enoturismo, que hoje se tornou o principal foco da agência. Quem participa dos roteiros como foco em vinho, totalmente personalizados, acaba aprendendo um pouco mais sobre o ciclo da videira, processo de produção dos vinhos, além de aproveitar excelentes degustações.

Esta matéria fala sobre:

Matérias relacionadas:

Conheça a Matetic, a premiada vinícola biodinâmica chilena

Continue lendo

Errazuriz: a vinícola familiar chilena que se tornou uma das mais importantes do mundo

Continue lendo

A história da uva Carménère no Chile

Continue lendo