Terra Mazzei: uma pequena viagem de prazer e cultura, por Didú Russo

Publicado em 07/06/2017

É impossível não pensar em história ao abrir a garrafa de um vinho da Mazzei. A família, que hoje vê a 24ª geração no comando da vinícola, já produzia vinhos antes mesmo da chegada dos europeus na América. Aperte os cintos e aproveite a viagem!

Por Didú Russo

Este inusitado assemblage das uvas Nero d’Avola (45%), Sangiovese (35%), Merlot (15%) e Alicante (5%) resulta em um vinho intenso, de aromas de frutas maduras, com densidade na boca e ao mesmo tempo ótimo frescor. As uvas vêm de diversos vinhedos dos Mazzei: Fonterutoli, Belguardo e Zisola – respectivamente de Chianti Classico, de Maremma (ainda na Toscana) e de Noto, na Sicília. Interessante também que cada vinhedo tem um tipo de condução das vinhas, o Cordone Speronato, o Guyot e o Alberello. Coisa rara.

Ser Lapo da Mazzei é o Vinho de hoje, com a presença da 25a geração do Sr. Ser Lapo, primeiro a se referir em cartório o nome Chianti em 1398! Um privilégio realmente. Giovanni Mazzei é uma simpatia e o vinho um espetáculo! Você encontra na www.grandcru.com.br a R$ 199,00. #g#mazzei #fonterutoli #toscana #didurusso #vino #vinitoscano #chianticlassico #italia #instavinho #instavin #instagay #didurusso #ovinhodehoje

Publicado por Didu Russo em Terça-feira, 23 de maio de 2017

Didú Russo degustando o vinho Ser Lapo, um dos principais rótulos da vinícola Mazzei

Terra Mazzei é um vinho versátil na harmonização, indo bem desde os salames e embutidos às carnes brancas, as verduras fritas da Toscana e até aos nossos pratos triviais.

Mas o que suporta também este vinho, para mim, é que por trás dessa garrafa tem muita história. Imaginem que o mundo não sabia da existência da América, e a Família Mazzei já produzia vinhos na Toscana! Lá na Itália já se fazia vinho há séculos, já se discutia as castas… Eu me encanto com isso, afinal beber vinho é também viajar na história.

Não é sensacional isso?!

Esse antepassado Mazzei, de nome Ser Lapo Mazzei, foi o autor em 1398 do primeiro documento conhecido que usou o nome “Chianti”, registrando uma venda a um comerciante. Depois, em 1435, quando sua sobrinha Lady Smeralda Mazzei se casou com Piero Agnolo de Fonterutoli, o terreno torna-se propriedade da família. Desde então, já por 24 gerações, a Mazzei produz vinho no Castello di Fonterutoli. O jovem Giovanni Mazzei, da 24ª geração, esteve no Brasil recentemente.

Filippo Mazzei era amigo de Thomas Jefferson e, como Fiorentino, o teria inspirado à ideia de que “todos os homens são por natureza igualmente livres e independentes. Esta igualdade é necessária para criar um governo livre”, pensamento que serviria como base da Constituição Americana!

O próprio John F. Kennedy, em seu livro “Uma Nação de Imigrantes”, disse que a grande doutrina “todos os homens são criados iguais”, consubstanciado na declaração de independência por Thomas Jefferson, foi parafraseado dos escritos de Filippo Mazzei, um patriota italiano e querido amigo de Jefferson.

Em 1980, no aniversário de 250 anos de nascimento de Filippo Mazzei, ele foi lembrado como um “patriota americano” e homenageado com um selo emitido pelos Correios Americanos. Vejam a importância dessa família!

E assim, com um “bicchieri” do Terra Mazzei, você pode fazer uma pequena viagem de prazer e cultura.

Saúde!

Didú Russo é Editor do site www.didu.com.br. Depois de ter passado por diversos veículos de comunicação como Revista Manchete, Editora Globo e TV Record, Eduardo Russo – mais conhecido pelo apelido Didú – escreve sobre vinhos desde 1992 e já lançou dois livros sobre o tema: “Nem leigo, nem expert” e “Vinho para o sucesso profissional”.

Depois de ter ministrado mais de 200 palestras e ser o Editor de um dos maiores blogs de vinho do Brasil há mais de 15 anos, também é vice-presidente da Confraria dos Sommeliers, colaborador das revistas 29horas, Prazeres da Mesa, do Jornal do Vinho & Cia e é coordenador do Comitê do Vinho da FECOMERCIO, onde atua na desoneração, desburocratização e divulgação do vinho.

Esta matéria fala sobre: O vinho em questão...

Matérias relacionadas:

Experimente um rosé e se surpreenda, por Didú Russo

Continue lendo

O charme do Vinho Verde, por Didú Russo

Continue lendo

Vinhos orgânicos e biodinâmicos: os certificados garantem a integridade do vinho?, por Didú Russo

Continue lendo