Guia de viagem: um tour completo por Portugal

Publicado em 22/11/2017

A Grand Cru preparou um guia de viagem por Portugal, dando todas as dicas para curtir uma road trip incrível. Malas prontas? Aperte os cintos!

Por Giovanna Ferraz Borges

Portugal é o país europeu que possui maior semelhança com o Brasil – não só pela língua, mas pela história, boa gastronomia e paisagens de tirar o fôlego. Segundo um estudo realizado pelo Turismo de Portugal, a quantidade de turistas brasileiros no país bateu recorde em 2016: foram mais de 624 mil viajantes.

Que tal planejar uma viagem incrível passando por 7 cidades portuguesas?

Alugar um carro ou viajar de trem?

As estradas de Portugal são lindas e muito seguras. Como o país é pequeno, planejar uma roadtrip é uma tarefa fácil e as horas de viagem não são desgastantes. A sugestão é alugar um carro para possuir maior flexibilidade de horário e autonomia para conhecer cidades pelo caminho ou até mesmo parar para desfrutar as paisagens.

O trem é uma boa opção para quem não quer dirigir e quer curtir a viagem descansando. Porém, a desvantagem é sempre depender de horários e acabar pulando as cidades entre um destino e outro. É possível consultar e comprar as passagens nesse site.

A dica é começar com Braga, em seguida Porto, Coimbra, Sintra, Lisboa, Évora e, por último, Faro.

Quantos dias ficar para conhecer Portugal?

Se a ideia é conhecer boa parte das cidades de Portugal, tanto maiores quanto menores, reserve de 20 a 30 dias para o roteiro. Se a intenção for visitar apenas as principais e mais conhecidas, de 10 a 20 dias é o suficiente para fazer um tour completo.

Qual a melhor época do ano para ir?

Portugal está situado no sul da Europa e possui um clima mediterrânico. Por isso, o país não possui invernos intensos como nos outros países, sendo um bom destino para quem quer aproveitar dezembro e janeiro por lá. No verão, Portugal é o destino escolhido pelos turistas europeus pelas temperaturas, que costumam chegar à casa dos 35ºC! A melhor época para visitar o país com tranquilidade, e fugir dos turistas europeus, é em abril e maio ou outubro e novembro.

Um roteiro pelas principais cidades de Portugal

Braga

Quantos dias ficar? 1 a 2 dias.

O que fazer? Visitar o Mosteiro de Tibães, passear pelo centro histórico de Braga, conhecer o Complexo das Sete Fontes, entrar na Sé de Braga e no Santuário do Sameiro, descobrir o Museu Nogueira da Silva, tirar foto no Arco da Porta Nova, admirar o Jardim Santa Bárbara, apreciar o Santuário do Bom Jesus do Monte, subir no Elevador do Bom Jesus de Braga e ver o pôr do sol do morro Bom Jesus.

Onde se hospedar? Hotel Bracara Augusta. O hotel, situado em um prédio renovado do século XIV, se localiza no centro histórico de Braga, a 200 metros do Museu Nogueira da Silva. Diárias, em abril, a partir de 341 reais o casal, com café da manhã.

Onde comer? Restaurante São Frutoso. O restaurante se localiza em uma residência antiga e possui decoração rústica. A intenção é trazer à tradição do norte de Portugal ao cliente, do ambiente aos pratos. Prove o bacalhau folhado ou o bacalhau com castanhas, duas especialidades da casa.

Qual vinícola visitar? Adega Guimarães. A vinícola, fundada em 1962, produz vinhos com alta qualidade. O carro-chefe do local é Vinho Verde, pois são leves e frutados. Há opção de vendas e degustações, porém é necessário reservar com antecedência pelo site.

Praça da Republica, em Braga – Portugal.

Porto

Quantos dias ficar? 2 a 3 dias.

O que fazer? Se encantar com Livraria Lello e Irmão (ou Livraria Chardron), almoçar no Mercado Bom Sucesso, assistir a algum espetáculo na Casa da Música, comprar comidas típicas no Mercado do Bolhão, visitar a Fundação Serralves e seus jardins, sentar em algum banco da Ribeira ver a vida em Porto passar, conhecer a Avenida dos Aliados e subir até o alto da Torre dos Clérigos (aqui você acessa nossa matéria especial sobre a Cidade do Porto).

Onde se hospedar? BO – Sá da Bandeira. O hotel está localizado no coração do Porto, em frente ao Mercado do Bolhão. O bairro União de Freguesias do Centro é uma excelente escolha para os interessados em arquitetura e degustação de vinhos. Diárias, em abril, a partir de 303 reais o casal, sem café da manhã.

Onde comer? TapaBento. O restaurante serve as típicas tapas de Porto com sofisticação e variedade. Há sugestões diárias que valem a pena serem provadas. Experimente a vieira com ervilhas e baunilha e o tártaro de carne galega do cardápio fixo.

Qual vinícola visitar? Van Zellers & Co. Fundada em 1780, a vinícola faz jus ao grande legado da família Van Zellers e hoje é uma gigante mundial na produção de vinhos portugueses. São 15 diferentes rótulos que levam a história e personalidade do país à vida das pessoas. Para agendamento de visitas, envie um e-mail para francisca@vanzellersandco.com.

Cidade do Porto, vista do Rio Douro.

Coimbra

Quantos dias ficar? 1 a 2 dias.

O que fazer? Visitar a Universidade de Coimbra e suas instalações, entrar no Mosteiro e Igreja de Santa Cruz, conhecer a Sé Velha de Coimbra e a Sé Nova de Coimbra, explorar o Museu Nacional Machado de Castro, se encantar com o Jardim Botânico da Universidade de Coimbra, tirar foto na Quinta das Lágrimas, passear pela Alta Medieval de Coimbra e se divertir no Parque dos Pequenitos.

Onde se hospedar? Hotel Ibn-Arrik. Situado em um prédio antigo, o hotel fica a 200 metros do Aqueduto de S. Sebastião e é ideal para quem um pouco de luxo, após explorar Coimbra a pé. Diárias, em abril, a partir de 322 reais o casal, com café da manhã.

Onde comer? Zé Manel dos Ossos. O restaurante possui cerca de 6 mesas que ficam ao redor de paredes rabiscadas com bilhetes e objetos de decoração aleatórios. O chefe serve comida tradicional portuguesa, sendo os ossos do cachaço cozidos e o lombo de javali assado no forno as grandes especialidades. Endereço: Beco do Forno, 12, Coimbra.

A Universidade de Coimbra, em Portugal. Fundada em 1290, é uma das mais antigas universidades do mundo.

Sintra

Quantos dias ficar? 1 a 2 dias.

O que fazer? Visitar o Palácio Nacional da Pena, explorar o Quinta da Regaleira, descobrir o Castelo dos Mouros, conhecer o Museu Anjos Teixeira e o Museu Ferreira de Castro, fazer uma caminhada no Parque Natural de Sintra-Cascais, passear na região do Farol do Cabo da Roca e ver espécies no Aquário Vasco da Gama.

Onde se hospedar?  Casa das Campainhas AL. Localizada dentro do Parque Natural Sintra-Cascais, hotel fica a menos de 5 minutos a pé do Palácio da Vila, no centro da vila de Sintra. Diárias, em abril, a partir de 285 reais o casal, com café da manhã.

Onde comer? Nau Platina. O restaurante é pequeno, o que torna o atendimento único e o acolhimento simpático. O local serve pratos com um mix de tradição e originalidade. O polvo com tomilhos e a bochecha de porco ganham destaque. Reserve, pois o estabelecimento é sempre lotado.

Qual vinícola visitar? Quinta do Casal Branco. Com mais de 1100, a vinícola cresce desde 1775 e possui o objetivo de produzir vinhos marcantes e de qualidade. Na imensa planície do Vale do Tejo, a Quinta do Casal Branco é um lugar privilegiado para desfrutar de múltiplas experiências construídas à volta do vinho. É possível marcar degustações, refeições e passeios pela vinícola, com reserva antecipada.

Quinta da Regaleira, em Sintra, Portugal.

Lisboa

Quantos dias ficar? 3 a 5 dias.

O que fazer? Subir na Torre de Belém, passear na Praça do Comércio, tirar foto no arco da Rua Augusta, visitar o Palácio Nacional da Ajuda, explorar o Castelo de São Jorge, ver a vista de cima do Elevador Santa Justina, entrar no Museu Calouste Gulbenkian, admirar o Mosteiro dos Jerónimos, admirar as espécies no Oceanário de Lisboa e se impressionar com os detalhes da Sé Catedral de Lisboa (aqui você acessa nossa matéria especial sobre Lisboa).

Onde se hospedar? HF Fenix Lisboa. Localizado no bairro de Santo António, o hotel é uma excelente escolha para os interessados em curtir uma ótima área de lazer, além de visitar monumentos e explorar as arquiteturas da cidade. Diárias, em abril, a partir de 483 reais o casal, com café da manhã.

Onde comer? La Buvette da Mãe d’Água.O restaurante é pequeno e agradável, com jardim e área externa, ideal para dias quentes. Os produtos usados são sempre frescos e sazonais. A cozinha é aberta e os clientes podem ver como todos os pratos são feitos. O porco assado é a boa pedida, além do mousse de chocolate de sobremesa.

Qual vinícola visitar? Monte da Raposinha. A vinícola se situa na cidade de Montargil, à 1h30 de Lisboa. O local tem caráter familiar e todos os seus princípios começam com a elaboração de vinhos de altíssima qualidade, com destaque especial aos tintos. Reservas mediante marcação prévia via e-mail, de almoços ou jantares vínicos na adega, com prova comentada e degustação de vários tipos de vinhos.

A capital de Portugal, Lisboa.

Évora

Quantos dias ficar?  1 a 2 dias.

O que fazer? Andar no centro histórico de Évora, conhecer o Museu de Évora e o Museu do Relógio, tirar fotos no templo romano de Évora, visitar a Catedral da Sé de Évora, se surpreender com o Aqueduto da Água de Prata e ver de perto das Muralhas de Évora.

Onde se hospedar?  The Noble House. Combinando história e tradição alentejana com um conceito moderno, o recentemente remodelado The Noble House possui uma localização central na cidade velha de Évora, a 2 minutos a pé do Templo Romano e da Catedral de Évora. Diárias, em abril, a partir de 602 reais o casal, com café da manhã.

Onde comer? Botequim da Mouraria. O restaurante não possui mesas, apenas um balcão com 9 lugares. O atendimento é feito pelo próprio dono, o Sr. Domingos, e os clientes se sentem em casa. A entradinha de queijo com orégano e marmelo e os cogumelos com azeite superam a expectativa.

Qual vinícola visitar? Perescuma. Fundada em 1969, a vinícola iniciou suas atividades com a vitivinicultura entre 1996 e 2000. O seu objetivo era obter o melhor da terra e assegurar ao máximo a sua consistente qualidade dos vinhos. Além das típicas variedades portuguesas, como Touriga Nacional, Aragonês e Trincadeira, também cultiva Cabernet Sauvignon e Alicante Bouschet. Para visitas, mande e-mail para geral@perescuma.pt .

Catedral da Sé de Évora, Portugal.

Faro

Quantos dias ficar? 2 a 3 dias.

O que fazer?  Explorar as ilhas Culatra (Vila de pescadores), a do Farol e a Ilha Deserta, caminhar pelo centro histórico da cidade, entrar na Igreja da Sé e na Capela dos Ossos, passear na Rua de Santo Antônio, conhecer o Centro Interpretativo do Arco da Vila, se surpreender com o por do sol visto das marinas e admirar a coleção do Museu Municipal de Faro. Se estiver calor, curta as praias Albufeira e Lagos.

Onde se hospedar?  Hotel Eva. A 5 minutos do centro histórico da cidade, o hotel tem vistas para a marina ou para o Parque Natural da Ria Formosa. Ideal para quem quer conforto e tranquilidade. Diárias, em abril, a partir de 483 reais o casal, com café da manhã.

Onde comer? Portas de São Pedro. O restaurante possui decoração típica e serve comidas tradicionais. A cozinha aberta cria um ambiente familiar e o dono do restaurante acolhe os clientes como se eles estivessem em casa. Os vinhos possuem preços acessíveis e combinam com o cardápio. Prove as tapas portuguesas, o lombo com mostarda e mel e o queijo de cabra com maçã.

Praia de São Rafael em Albufeira, cidade de Faro, na região de Algarve

 

Apaixonada por viajar, a jornalista Giovanna Ferraz Borges é uma verdadeira colecionadora de carimbos em seu passaporte. Depois de viver em São Paulo, Londres e em Lyon, escolheu Montreal como a sua segunda cidade – mas faz questão de dizer que o mundo é o seu lar. Aqui, na Revista Digital da Grand Cru, assina a coluna Aperte os Cintos, com as melhores dicas de turismo!

Esta matéria fala sobre: Aperte os cintos

Matérias relacionadas:

Conheça as principais regiões vinícolas de Portugal

Continue lendo

9 atrações para visitar em Lisboa, por Giovanna Ferraz Borges

Continue lendo

Roteiro em Portugal: 10 passeios imperdíveis na Cidade do Porto

Continue lendo