Billecart-Salmon: 198 anos de excelência na produção de Champagne

Publicado em 16/08/2016

Delicadeza, elegância e qualidade são os três valores que Billecart-Salmon orientam a sua produção há quase 200 anos. Localizada em Champagne, a vinícola já foi vencedora do concurso de Champagne do Século.

A história da Casa de Champage Billecart-Salmon

A vila Mareuil-sur-Aÿ, na região Champanha-Ardenas, França, foi palco do romance entre Nicolas François Billecart e Elizabeth Salmon, ambos de famílias tradicionais do ramo vitivinicultor. Da união dos dois, nasceu a Casa de Champagne Billecart-Salmon, uma vinícola que faz espumantes mundialmente premiados.

Desde 1818, a Casa já passou por seis gerações da família Billecart, perpetuando a hereditariedade na gerência da vinícola. Apesar disso, a Billecart-Salmon nunca deixou de buscar excelentes enólogos para incrementar a sua arte de fazer vinhos.

A partir de 2005, o Grupo Frey, dono das vinícolas Paul Jaboulet Aîné e Château La Lagune, passou a possuir 45% da Billecart-Salmon, enquanto os outros 55% continuam pertencendo aos irmãos François e Antoine Roland-Billecart.

A Casa de Champagne Billecart-Salmon. Foto: Instagram Billecart-Salmon @champagne_billecart_salmon

A Casa de Champagne Billecart-Salmon. Foto: Instagram Billecart-Salmon @champagne_billecart_salmon

O famoso jardim da Casa de Champagne Billecart-Salmon

O jardim da Casa de Champagne é um dos emblemas de Billecart. Em 1926, o belo jardim da propriedade foi redesenhado em estilo francês por Charles Roland-Billecart, com a intenção de criar uma atração turística no coração da vila Mareuil-sur-Aÿ.

Anos depois, uma tempestade devastou o jardim, deixando apenas uma única árvore de castanhas, que completou 198 anos em 2016. Francois Roland-Billecart pediu então a ajuda da irmã Véronique para reconstruir e aumentar o jardim do avô.

A preservação e o cuidado com o jardim tiveram participação de todas as gerações envolvidas na história de Billecart. Hoje, o jardim ainda existe e é aberto à visitação, como uma das principais atrações turísticas da vinícola.

Jardim da Casa de Champagne

Jardim da Casa de Champagne / Imagem: divulgação

O que faz da Billecart-Salmon uma Casa de Champagne tão especial?

A Billecart-Salmon não ganhou sua fama à toa. Conhecida pelo extremo cuidado com as uvas cultivadas em sua propriedade, a Casa de Champagne conseguiu aliar uma produtividade excepcional com um respeito pelas tradicionais técnicas de produção de vinho.

Preocupada em otimizar a produção dos seus produtos vintage, produzidos com 100% de uvas da mesma casta, a Casa de Champagne adquiriu uma adega de calcário com capacidade para mais de 450 barris de carvalho. Hoje, segundo dados da Wine-Searcher, a Billecart produz nada menos do que 1,7 milhões de garrafas por ano em sua propriedade.

Foto:

Foto: Instagram Billecart-Salmon @champagne_billecart_salmon

Os métodos de produção foram transmitidos transmitindo de geração em geração, tentando preservar técnicas antigas e tradicionais, como o resfriamento do mosto (vinho doce) para prolongar a fermentação em temperatura baixa, técnica que conserva aromas frescos e intensos no vinho.

A Casa também se destaca pelo cuidado no cultivo das castas escolhidas. Considerando a fragilidade da casta Pinot Noir e a sua dificuldade de adaptação climática, foi construída uma muralha protetora de pedras nos entornos do hectare destinado ao cultivo da uva, minimizando os danos que poderiam ser causados pelo vento frio.

Conheça a região de Champanha-Ardenas na França, onde fica Billecart-Salmon

A região de Champanha-Ardenas é caracterizada por grandes lagos e grandes extensões de terra cobertas por parques ecológicos.

O clima é continental fresco, com temperaturas baixas mesmo em temporada de crescimento. A pluviosidade local não é alta, de forma que o solo de giz é o grande responsável pela drenagem de água, mantendo as videiras hidratadas.

Champagne é uma região de muitos desafios para a viticultura: os solos são pobres e as geadas frequentes. Por isso, as vinícolas eram obrigadas a utilizar a suplementação com fertilizantes, hábito que está caindo em desuso com o comprometimento dos novos produtores com a sustentabilidade do solo e que encabeçam ambiciosos projetos que visam diminuir o uso de adubos industriais.

Denominação de Origem de Champagne

Denominação de Origem significa que um vinho foi produzido em uma região específica do planeta, em um determinado terroir, seguindo orientações rígidas para o cultivo das uvas e como elas devem ser transformadas em vinho.

A AOC Champagne é delimitada em uma área de 34 mil hectares, dividida nas regiões Montagne de Remis (onde é localizada Billecart-Salmon), Valée del Marne, Côte des Blancs, Vinhedos de Aube e Côte de Sézanne.

As uvas permitidas para a elaboração de um vinho denominado Champagne são Chardonnay, Pinot Noir, Pinot Meunier e as quatro uvas menos conhecidas Arbanne, Petit Meslier, Pinot Blanc e Pinot Gris.

A ordem para o método de elaboração conhecido com Champenoise consiste em duas partes, primeiro a produção de um vinho tranquilo (isso significa sem borbulhas), seguida pela segunda fermentação, responsável por tornar o vinho em espumante.

Isso significa que, embora muitas pessoas costumem chamar qualquer espumante de Champagne, apenas os Champagnes produzidos nessa AOC podem ser, de fato, denominados assim. Ou seja: todos Champagne é um espumante, mas nem todo espumante é um verdadeiro Champagne.

Conheça as principais linhas de Champagnes da Billecart-Salmon

Entenda as diferentes linhas de Champagne produzidas na propriedade Billecart-Salmon

Linha Collection

A linha básica de Billecart-Salmon contém vinhos nas categorias Brut, Extra Brut, Brut Sous Bois e Demi-Sec.

Brut Rosé

Um corte de Chardonnay, Pinot Noir e Meunier que transforma a bebida em um espumante cremoso, com aromas de frutas vermelhas e cítricas. O fim do vinho é refrescante com notas de framboesa.

Espumante Billecart-Salmon Brut Rosé

Espumante Billecart-Salmon Brut Rosé

Brut Réserve

Leve e harmonioso, feito a partir de um corte com uvas de diferentes anos. O espumante traz aromas de frutas frescas, principalmente pera, tem um toque maduro, floral e final fresco. Um vinho muito delicado.

Billecart-Salmon Brut Réserve

Billecart-Salmon Brut Réserve

Linha Millésime

Vintage, Blanc de Blancs, Nicolas François BIllecart e Elisabeth Salmon são os rótulos que compõe a linha, feitos em homenagem aos fundadores da vinícola.

Vintage

O espumante de corte branco que mistura o elegante aspecto mineral da uva Chardonnay e a forte dominância de Pinot Noir.

Espumante Billecart-Salmon Vintage 2006

Espumante Billecart-Salmon Vintage 2006

Linha Clos Saint-Hilarie

Único vinho da linha, Clos Saint-Hilarie é resultado do cultivo de Pinot Noir em um pedaço específico do terroir de Billecar-Salmon com videiras que foram plantadas na década de 1950.

Billecart-Salmon foi premiada como no concurso Champagne do Milênio

No fim do século XX, Estocolmo residiu o concurso de Champagne do Milênio. Antonie Roland-Billecart recusou o convite para inscrever seus rótulos no evento, mas logo mudou de ideia. Para sua sorte, os dois espumantes inscritos, o Nicolas François Billecart 1959 e o Nicolas François Billecart 1961, ganharam o 1º e 2º lugar do concurso, respectivamente.

Por Vivi Colello

Esta matéria fala sobre:

Matérias relacionadas:

Champagne: conheça a região francesa que produz os espumantes mais importantes do mundo

Continue lendo

Conheça os diferentes espumantes produzidos pelo mundo

Continue lendo

Cave Geisse: conheça a vinícola que produz os melhores espumantes brasileiros

Continue lendo